A cozinha franco-brasileira do chef Joca Pontes

Nordestino, pernambucano, recifiense. 41 anos de idade, sendo 16 dedicados à cozinha; “pés fincados no nordeste e a cabeça no mundo, defendendo a bandeira da culinária brasileira”, como ele próprio faz questão de ressaltar. Assim é o chef Joca Pontes, que assina o menu do Restaurante Yuru no Hotel Golden Tulip Natal Ponta Negra. Ele é um profissional que procura resgatar suas raízes, trabalhar com produtos regionais e utiliza técnicas da cozinha mundial, especialmente da França em suas preparações. No recém inaugurado restaurante da cidade, é possível se deliciar com essa explosão de sabores que mistura o melhor da culinária local e internacional.

 

Chef Joca Pontes e o chef Renato David na montagem dos pratos na cozinha do Yuru

Como surgiu a ideia de criar o restaurante Yuru aqui em Natal?

Foi através de um projeto pioneiro da Golden Tulip, onde eles queriam fazer um restaurante com a assinatura de um chef. Eles escolheram o Golden Tulip Ponta Negra para começar e me convidaram. É o primeiro restaurante autoral que tem no grupo. Ele pertence ao grupo, mas leva minha assinatura.

Qual foi sua inspiração para criar o menu?

Tudo bem regional, do Nordeste e de Natal também. Eu trabalho muito com manteiga da terra, com queijo de manteiga, queijo coalho, farinha de mandioca, camarão, caju, castanha, mel de engenho… Todos esses produtos que a gente encontra aqui. Então foi escolher quais utilizar e partir para a cozinha.

A carne de sol é utilizada pelo chef como ingrediente principal em algumas preparações

Como é mesclar a culinária regional com as técnicas que você aprendeu na França?

Para mim é tranquilo, eu já faço isso desde quando saí da escola francesa. Voltei para o Brasil com essa ideia de trabalhar o regional, de trabalhar o produto que eu tinha aqui no Nordeste. Para mim é muito fácil e tranquilo pois o nosso produto é muito bom, então basta apenas alguém para valorizar ele, que já vale por si só.

Potiguar vem do tupi que significa comedor de camarão. E Yuru, de onde vem?

Isso é bem interessante. Yuru também é um nome indígena, significa boca. Natal é a terra do camarão, e aqui com certeza também não poderia faltar pratos com ele. Eu gosto muito da robata de camarão, que vem com tartare de manga. Também é muito bom o camarão que vem com jerimum e vinagrete de caju.

Além de camarão, que outros tipos de pratos as pessoas podem encontrar no Yuro?

Com carne de sol, filet mignon curado no sal, peixe e pescados. Nossos pratos têm um tempero bem suave, que valorizam a textura e o sabor de cada ingrediente.

Chef Joca e o taifeiro Rodrigo Silva

Restaurante Yuru

Av. Engenheiro Roberto Freire, 4382. Ponta Negra – Natal-RN (1º andar do Hotel Golden Tulip Natal Ponta Negra)

Horário de funcionamento: 12h às 15 e 19h às 23h

Telefone: (84) 3646-0100

E-mail: yuru@goldentulip.com.br

Posts Relacionados

Comentários via Facebook

Publicado pelo gastrônomo

Deixe uma resposta