Definindo o menu de Natal

Mesa da ceia de Natal (2014)

Na minha família ja é tradição juntar boa parte das pessoas para celebrar o Natal. Geralmente organizamos tudo de maneira diferente a cada ano. Teve ano que minha avó bancava tudo, teve ano que a gente pedia colaboração e também teve tempo de cada um levar algo. Os dias que antecedem a grande noite é sempre quando costumamos bater o martelo e fechar oficialmente os detalhes finais, especialmente os comes e bebes da ceia.

Em 2016 nossa confraternização vai ser na casa da minha tia e o pessoal optou por cada um levar um prato para a ceia, num formato de festa americana. Particularmente eu não gosto muito dessa opção pois acho que no fim das contas a ceia não fica tão harmônica ao paladar. O bom desse formato é a PRATICIDADE que ele traz, e como é Natal, o que vale é reunir o pessoal para celebrar. #vaiterNatalsim

Definido o formato, pensamos de que maneira cada um poderia contribuir. A deixa desse Natal foi fazer com que as pessoas contribuíssem com aquilo que elas se identificam e podem fazer. É importante brincar com as texturas, cores e apresentação de cada alimento, usar tempero leve e também não repetir o mesmo sabor nas comidas (algumas pessoas fazem lasanha de frango, strogonoff de frango e ainda servem chester numa única ceia – nunca faça isso, procure variar o ingrediente principal o máximo possível).

Sendo assim, após muitas conversas no grupo de whatsapp, folhear livros de gastronomia e algumas intervenções do gastrônomo – rsrsrs – optamos por dois tipos de carne, dois tipos de salada, quatro acompanhamentos e três sobremesas. Vamos rezar para que saia tudo, né?! Quando a festa tem muitos convidados é interessante ter várias opções de prato principal, guarnições e doces, pois as vezes alguém não come certo tipo de comida ou ainda pode ter alergia.

Ainda dentro dos preparativos, meu primo vai fazer um coquetel de frutas e eu decidi fazer uma mesa com aperitivos para comer enquanto esperamos o nascimento do Menino Deus. Desenvolvi 7 receitas de finger foods variados com a consultoria de um amigo meu que é chef de cozinha. Eles também servem para o Revéillon e eu te ensino alguns deles na próxima semana. Até lá você pode me acompanhar no Instagram e saber detalhes em primeira mão. 😉

Já pode dar o replay?! #Natal 🎅🎄 #nofilter

A post shared by Iago Cavalcanti (@gastronomodocg) on

Posts Relacionados

Comentários via Facebook

Publicado pelo gastrônomo

Deixe uma resposta