Rapadura tem burger brasileiro, criativo e saboroso

Rapadura: cardápio regional 100% brasileiro

Sanduíches artesanais com pegada regional e forte influência da culinária nordestina, um deleite ao paladar dos potiguares em combinações únicas e exclusivas. Assim é o Rapadura Hambúrguer Brasileiro, uma sanduicheria que aposta em um novo conceito – a começar pelo nome – de saborear burgers, fritas, cachorro-quente, milk-shakes e outras delícias; mas não é nem um pouco fast-food!

Cardápio reduzido tem combinações que surpreendem

Muito difundida na culinária sertaneja, a rapadura chegou a ser utilizada pelo povo nordestino como adoçante e acompanhamento de refeições, segundo Luís da Câmara Cascudo. Inspirados nessa diversidade surgiu o cardápio da casa, que inclui essa iguaria na preparação de alguns pratos como o “Pium”, “Petrópolis” e “Pecado da lata”. Apesar de reduzido em relação a sanduicherias convencionais, a combinação de sabores não decepciona e surpreende.

Pium: pão de rapadura, hambúrguer, muçarela, bacon, tratar de tomate, picles de maxixe, alface e molho (R$22)

Os sanduíches bovinos são produzidos 100% com fraldinha. Tudo é preparado de forma artesanal e não possui ingredientes ultraprocessados, inclusive o molho da casa, um aioli caseiro obtido a partir da emulsão de alho, óleo e suco de limão. Meu pedido inicial foi o Pium, com chips de banana, macaxeira, batata doce e batido de rapadura com paçoca. Sempre fiz cara feia para maxixe, mas aprovei a combinação com esse pão de rapadura maravilhoso. O bacon estava crocante, assim como os chips; meu preferido foi o de batata doce (R$8 cada).

No Rapadura milk-shakes dão lugar aos “batidos” em 4 sabores diferentes: rapadura com paçoca, brigadeiro, coco e cajá. Meu queridinho foi o de coco, que possui uma refrescância maravilhosa com pedacinhos da fruta ralada. O de rapadura com paçoca também tem seu valor, além de ser uma combinação exclusiva da casa. Todos vêm com chantilly e podem ser pedidos em versão de P (350ml) ou G (500ml).

“Petrópolis” é opção para quem não quer comer carne (R$28)

Quem é vegetariano também tem vez na sanduicheria. O Petrópolis é um burger empratado de carne de caju, temperado com um leve toque de lentilha, xerém de castanha e páprika picante. Após tomar forma de hambúrguer, a preparação é selada na chapa e servida com alface americana, picles de carambola, shitake, queijo coalho, tratar de tomate e molho de goiabada com rapadura. É uma porção de “salada” muito bem servida e saborosa, com textura de carne desfiada e sabor peculiar. Sugiro pedir com o batido de coco.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O “Rapadog” é opção certeira para quem não abre mão do popular cachorro-quente. Mas seus elementos não são nada tradicionais. Um pão de macaxeira é selado na chapa e adiciona-se linguiça artesanal defumada, carne moída ao sugo, creme de queijo manteiga, vinagrete de tomate verde e crocante de chips de macaxeira. A crocância e a linguiça defumada de qualidade ‘Chiberium’ são os pontos fortes. Assim como em todos os outros sanduíches bovinos, acompanha molho aioli.

Pecado da lata (R$12) e expresso com chantilly de rapadura (R$6)

A sobremesa queridinha do sertanejo se transforma em brigadeiro, chantilly para acompanhar um expresso e até mesmo picolé na Rapadura. O “Pecado da lata” traz a versão do doce tipicamente brasileiro numa combinação nordestina: brigadeiro de rapadura! Mas não para por aí, ainda existe o cafezinho com chantilly de rapadura e um picolé que mescla a iguaria com coco.

Uma característica interessante do Rapadura é que trata-se de um autosserviço. Na entrada da loja você paga pelo que vai consumir e leva o pedido no balcão. Após uns minutos seu nome é chamado no megafone, você pega a preparação, come num ambiente repleto de inspirações e dizeres regionais, e por fim deposita a bandeja num balcão descartando o lixo orgânico e reciclável. Comer no Rapadura é mais que simplesmente saciar a fome, é uma experiência gastronômica e educativa incrível.

Rapadura Hambúrguer Brasileiro – unidade Petrópolis

Petrópolis – Rua Trairi, 522. Natal-RN (funcionamento de quarta-feira a segunda-feira das 18h às 23h)

Ponta Negra – Rua Dr. Manoel Augusto Bezerra de Araújo, 130. Natal-RN. (funcionamento de terça-feira a domingo das 18h às 23h)

Pagamento: à vista, crédito e débito.

 

*Escrito em parceria com o Rapadura Hambúrguer Brasileiro

Posts Relacionados

Comentários via Facebook

Publicado pelo gastrônomo

Deixe uma resposta