8 queijos além do tradicional

Muçarela, coalho e ricota certamente são alguns dos queijos mais comuns na mesa do brasileiro. Mas você já reparou na variedade de opções que há nos supermercados? O queijo é uma iguaria que apresenta diferentes sabores, texturas e intensidades. O mestre queijeiro da Président, Xavier Thuret, lista dicas para arriscar em novos tipos sem medo.

Xavier Thuret – Mestre Queijeiro da Président. FOTO: Felipe Panfili

Conheça a escala de intensidade de queijos desenvolvida por Xavier e Président – que vai de zero a 12 – para um melhor entendimento sobre cada um deles, baseado em suas características.

1 – PRATO

O queijo Prato Bola é um queijo com textura elástica, sabor amanteigado e um final salgadinho. Ele é um pouco mais intenso que o Prato tradicional, pois tem maior tempo de maturação. Ele harmoniza muito bem com vinhos tintos simples e alguns brancos um pouco mais encorpados.

Intensidade: 2 (suave)

2 – GOUDA

Mais conhecido e consumido queijo holandês, o Gouda tem esse nome porque, durante séculos, agricultores holandeses levaram seus exemplares para serem vendidos no mercado da cidade de Gouda. Seus aromas são delicados e lembram um pouco amêndoas e manteiga fresca. Na boca, as notas amendoadas prevalecem.

Intensidade: 3 (suave)

Os queijos são uma ótima forma de trazer variedade ao café da manhã
3 – ESTEPE

Desenvolvido por imigrantes das estepes russas, o queijo Estepe possui aromas um pouco mais complexos. Sua textura é lisa e macia e tem um sabor levemente refrescante na boca. Ele cai muito bem com vinhos e drinques secos.

Intensidade: 4 (suave)

4 – GRUYÉRE

Produzido desde o ano de 1115, o Gruyère é um clássico queijo com olhaduras (aqueles buraquinhos) e textura um pouco mais compacta. Seu aroma lembra pimenta branco e nozes e, na boca, seu sabor é cremoso, com um final que lembra um pouco baunilha.

Intensidade: 5 (moderado)

5 – BRIE

O Brie é fabricado desde o século VIII, em uma região da França que leva o mesmo nome.Na França, é conhecido como o “Rei dos Queijos”. Cremoso e delicadamente acentuado no sabor, faz par com o doce e o ácido das frutas secas e frescas. As combinações com o damasco e/ou o mel já se tornaram um clássico.

Intensidade: 6 (moderado)

O queijo brie possui uma capa de mofo branco em sua superfície
6 – PROVOLONE

Proveniente da região norte da Itália, o Provolone é um dos queijos mais consumidos do mundo. Sua defumação é natural – resultado de seu próprio processo de maturação – e, apesar de ser bastante intenso, seu salgado é delicado e sua textura macia. 

Intensidade: 10 (acentuado)

7 – PARMESÃO

Também de origem italiana, o Parmesão nasceu por volta do ano de 1200 na Província de Parma. Sua textura é bem seca e fresca. Seu salgado é ligeiramente amanteigado e sua textura um pouco crocante. Na escala de intensidade, é o que atinge nível máximo.

Intensidade: 12 (acentuado)

8 – AZUL

Os queijos azuis surgiram por acaso: sua descoberta ocorreu ainda no século X, quando encontraram queijos de coloração azul armazenados em cavernas com baixas temperaturas.

Seu sabor contrasta uma cremosidade lisa e delicada com uma explosão de sabores vivos e intensos.

Intensidade: 12 (acentuado)

Sobre a Président

A Président iniciou em 1933 na cidade de Laval, na França, com a produção de queijo Camembert. Líder em queijos e manteiga no mercado Francês, atualmente está presente em mais 145 países. No mercado brasileiro a marca atua desde 2011, especialmente com laticínios.

Especiais

Deixe uma resposta