Cervejas especiais fomentam crescimento e variedade do mercado varejista no Brasil

O consumo de cervejas especiais, em constante crescimento global e no Brasil, estima que a indústria do setor cresça por volta de 25% em número de fábricas no país segundo a Associação Brasileira de Cerveja Artesanal (Abracerva). No Grupo Pão de Açúcar, que ainda detém o Extra, a venda desses produtos cresce acima de 30% nos últimos anos; e em 2019 a curva deve continuar se acentuando. Uma das estratégias para fomentar isso é oferecer experiências exclusivas aos consumidores, por isso o GPA aposta em uma linha de cervejas especiais: a Fábrica 1959.

Os principais objetivos ao investir no segmento de cervejas especiais são alavancar a participação de marcas exclusivas nas vendas, aumentar o volume em uma categoria que está em franca expansão, e ainda fortalecer a fidelização dos clientes que buscam esse tipo de produto. Os rótulos da Fábrica 1959 foram desenvolvidos e produzidos em parceria com o Instituto da Cerveja Brasil e a cervejaria Imigração, do Rio Grande do Sul, que prioriza qualidade na criação de suas preparações.

Na Pilsen a presença de coloração amarelo claro com aparência brilhosa, espuma branca e persistente são suas principais características, ainda com aroma e sabor rico em notas maltadas. A IPA tem como principal característica a adição de lúpulos americanos na composição, com aroma e sabor ricos em notas frutadas cítricas e tropicais. O estilo clássico belga que possui como característica principal a adição de sementes de coentro, limão e laranja está presente na Witbier. Já a Weiss conta com notas frutadas e condimentadas remetendo a banana e cravo.

A novidade está disponível nas lojas Extra e Pão de Açúcar – incluindo as lojas Minuto Pão de Açúcar e a plataforma Pão de Açúcar Adega – além dos e-commerces oficiais da marca. Pilsen (R$ 11,90 | 500 ml), IPA (R$ 12,90 | 500 ml), Witbier (R$ 12,90 | 500 ml) e Weiss (R$ 12,90 | 500 ml).

Noticias

Deixe uma resposta