Mina D’água difunde culinária de Minas em Natal

Restaurante preserva tradição mineira na capital potiguar

No bairro de Petrópolis o restaurante Mina D’Água serve de segunda a sábado, há 11 anos, o almoço mais típico de Minas Gerais na Cidade do Sol. Com buffet rico e variado, a casa de comida regional tem pratos que levam ingredientes trazidos da região mineira, especialmente para manter à risca, o sabor tradicional e especificidades da culinária especializada. O comando da cozinha fica por conta de membros autênticos de família mineira, mas com raízes fincadas em terras potiguares.

O fogão a lenha com brasas acessas no ambiente regional do estabelecimento, convida os clientes para saborear as preparações. Dispostas em panelas de pedra sabão, para manter de forma ininterrupta o aquecimento uniforme do alimento, vale servir-se com a costelinha suína ao molho de laranja. O feijão tropeiro, bem como na versão de tutu e o lombo na cerveja com ervas, também se figuram como especialidades favoritas entre a clientela (R$63,90 kg).

A culinária mineira possui característica farta e elementos comuns do meio rural. Carne de porco, queijos, frutos e vegetais, a exemplo do quiabo e pequi, são popularmente utilizados no preparo das refeições. Na parte dos doces, compotas e geleias caseiras completam o conjunto de iguarias.

Fica a dica montar o prato tendo galinhada com quiabo, tutu de feijão, purê de batatas e a costelinha, regando o molho da carne sobre arroz branco. Pode-se servir com salada de grão de bico e folhas verdes para balancear as calorias. O tempero da costela é suave e a carne derrete na boca, devido ao processo de cozimento lento em temperatura equilibrada. A galinhada é levemente seca, visualmente bonita e pouco suculenta, mas tem sabor de interior e lembra casa de avó, na linha confort food. Para beber é possível pedir suco de fruta, água de coco, cerveja ou água mineral com ou sem gás.

Costelinha suína é receita de família presente no restaurante

O balcão de sobremesas também é repleto de opções, inclusive diets. Goiabada cascão com queijo Serra da Canastra, direto de Minas, formam o clássico Romeu e Julieta versão mineira. Outra escolha que vale provar é o doce de leite pingo com amendoim, de textura macia que lembra um pouco pé de moleque. Doces e compotas caseiras de frutas diversas, como mamão verde e jabuticaba também se encontram ao dispor dos paladares mais exigentes da cidade.

A ambientação do restaurante segue um padrão típico de casa de fazenda, tendo detalhes rústicos e acabamento artesanal, com mesas e cadeiras de madeira. Uma bandeira de Minas Gerais é marca registrada no estabelecimento, que ainda possui hall de entrada com elementos da cultura pantaneira e cachaça artesanal de boas-vindas.

A comida é preparada diariamente pelo chef Geraldo Resende, mineiro natural de Uberlândia e vencedor do quadro “Fecha a Conta” do programa Mais Você, que toca o sucesso do lugar com a esposa Ana Cristina Resende. Na cozinha do Mina D’Agua não há espaço para o camarão que agrada os potiguares. O chef acredita que isso seja um dos segredos para se manter fiel às origens e o êxito do negócio gastronômico. Outra unidade do restaurante funciona em Ponta Negra e segue o mesmo padrão da matriz.

Mina D’água Tradições Culinárias

Av. Campos Sales, 622. Petrópolis. Natal-RN

Rua Des. João Vicente da Costa, 8878. Ponta Negra. Natal-RN

Funcionamento: terça-feira a domingo das 11h30 às 15h

Telefone: (84) 3222-4710 / 2020-4710

Restaurantes

Deixe uma resposta